Guia do Mochileiro das Galáxias – Volume 2 #2

O Restaurante no Fim do Universo

resized_P_20160329_072109

Autor: Douglas Adams
Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 173

“O Guia do Mochileiro das Galáxias é um companheiro indispensável para todos aqueles que estão interessados em encontrar um sentido para a vida em um universo infinitamente complexo e confuso, pois, ainda que ele não possa de forma alguma ser útil e informativo em todas as questões, ele pelo menos alega, de forma tranquilizadora, que, onde ele está incorreto, ele pelo menos está muito incorreto. Em casos de total discrepância, é sempre a realidade que não pegou o jeito da coisa”

A saga de Arthur Dent pelo espaço continua!
O teletransporte comanda o segundo volume da série. Para começar, após serem atacados pelos Vogons e invocarem o falecido bisavó de Zaphod Beeblebrox, os cinco amigos são separados: Trilian, Arthur e Ford ficam na nave; Marvin e Zaphod são enviados para Beta de Ursa Maior. Seguindo uma voz na cabeça de Zaphod, eles entram na editora do Guia do Mochileiro das Galáxias à procura de um tal de Zarniwoop. Contudo, Zaphod continua sendo procurado por toda a galáxia e dessa vez quem o persegue é a patrulha de Frogstar. Após algumas reviravoltas, perseguições, explosões e uma cena hilária com Marvin, o androide paranoide, o prédio em que Zaphod está é inteiro retirado do chão e levado para o planeta Frogstar A.

Adams nos leva para um planeta desértico, abandonado por conta de um grande domo no centro no planeta chamado Vórtice da Perspectiva Total, capaz de matar qualquer forma de vida apenas mostrando sua insignificância diante da imensidão do universo. Zaphod é então levado ao Vórtice, mas incrivelmente sobrevive, pois aquela era uma realidade paralela inventada por Zanirwoop, que finalmente aparece e informa a Zaphod de sua honorável missão, além de colocar algumas dúvidas em sua mente: encontrar o homem que rege o universo!
A nave de Zaphod com seus novos amigos estava o tempo todo em seu bolso, reduzida. Diante de tantas dúvidas e com tanta fome, pedem ao computador da nave para serem levados o mais rápido possível à algum restaurante. A partir daí o leitor é levado à um lugar espetacular: um restaurante que funciona no momento em que o universo termina, e que todos os dias após o fim do universo ele retorna para o momento anterior, para que no dia seguinte seus clientes possam acompanhar o fim do universo, de novo.

As confusões são tantas que eles se vêem em uma nave negra que foi construída com um único propósito: chocar-se contra um sol durante um show de rock! Novamente o teletransporte aparece em cena e os cinco se salvam “milagrosamente”. Adams continua satirizando a sociedade com descrições que lembram muito o planeta Terra. Inclusive, Arthur e Ford são enviados exatamente para o planeta Terra dois milhões de anos antes junto com uma nave repleta de trabalhadores de segunda classe que estavam fugindo de seu planeta condenado. Arthur então descobre que aquelas pessoas completamente idiotas e burocráticas são os antepassados dos seres humanos! E o pior: Arthur e Ford estão presos com eles.
A sátira maior fica por conta de um suposto salvador que aparece alguns momentos antes do fim do universo, mas chega atrasado para salvá-lo…
O que será que os espera na continuação dessa aventura?

Comprar:

Amazon

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s