O Médico e o Monstro #35

resized_p_20161206_091454
Autor: Robert Louis Stevenson
Editora: Saraiva
Ano: 2011
Páginas: 87

“A maldição da humanidade era o fato de aqueles dois lados incongruentes estarem unidos – que no útero angustiado da consciência aqueles duplos polarizados tivessem que ficar continuamente lutando.”

Temos um monstro adormecido dentro de nós?
Esse é particularmente um daqueles livros que ouvi muito falar, mas que não havia tido tempo de ler. Não me decepcionou.
A história gira em torno do advogado Mr. Utterson, um homem de fisionomia austera, mas sempre requisitado pela sua amizade, desde que não estive alcoolizado. Sempre frequentador dos altos círculos da sociedade, tinha na classe médica seus mais antigos amigos, entre eles o renomado Dr. Henry Jekyll.
A ojeriza sentida por Utterson ao ver uma criatura animalesca andando nas noites escuras de Londres dita o ritmo desse mistério. Ainda mais quando Utterson vê que aquele monstro vive na mesma casa de seu amigo Dr. Jekyll. Após uma série de investigações por conta de alguns incidentes envolvendo aquele ser, chamado Edward Hyde, Utterson chega finalmente à confrontar sua hipótese de que Hyde assassinou o Dr. Jekyll. As confissões deixadas por Jekyll são assombrosas. Uma leitura dinâmica, nada enfadonha, transformando a obra em um ótimo livro de ação e suspense.

Ou será o mero transparecer de uma alma infame, que assim transfigura seu invólucro de barro? Ah, meu pobre e velho Henry Jekyll, se alguma vez li a assinatura de Satã sobre um rosto, foi sobre o de seu novo amigo.

Como controlar nossas emoções, sem deixar transparecer que somos muitos em um corpo só? Acredito que seja esse o equilíbrio tão desejado por muitos e muitas. Esse livro trata bem disso: Jekyll tinha uma segunda personalidade que se comportava completamente diferente dele, um renomado médico ocupante de uma posição de destaque na sociedade londrina. Sua segunda cara se chamava Hyde e possuía um desejo incontrolável de romper as barreiras das ações sensatas e corretas. Por fim, talvez escravo de seus desejos, Jekyll sucumbe à Hyde.

Quantas vezes não tomamos decisões e depois nos arrependemos, ou ainda, tomamos certas posturas que não condizem conosco? Antes de buscar o equilíbrio entre nossas emoções, penso que devemos ser honestos com nossos sentimentos.
O homem é uma vontade servida por uma inteligência. E a inteligência trabalha como um freio para nossos apetites mais selvagens, mas monstros e demônios permeiam nosso subconsciente, essa é a verdade.

Adoro livros que levem a reflexões maiores. Esse é um deles.

Não há como não lembrar dos filmes Clube da Luta, ou Eu, Eu mesmo & Irene, que têm muito a ver com o tema do livro.

Aproveitem.

Até a próxima!

Comprar:

Amazon

Anúncios

2 comentários

  1. Não li o livro, mas já assisti o filme “O Segredo de Mary Reilly” , no qual o ator John Malkovich interpreta o médico. Achei sensacional e o livro deve ser melhor ainda! Também gosto muito de filmes, livros e todo tipo de arte que nos provoca uma reflexão mais “introspectiva” 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s