Romeu e Julieta #5

P_20170712_122813

 

Autor: William Shakespeare
Editora: Nova Fronteira
Ano: 2015
Páginas: 110

“Frei: Não casa bem quem casa muito tempo;
           Casa melhor quem casa e morre cedo.”

“Romeu: O amor é delicado? É antes bruto,
                Rude demais, e espeta como um espinho.”

 

Romeu e Julieta, um clássico da literatura romântica, certo? Romântica não para mim.
Essa obra de Shakespeare chegou até nós através da visão romântica do século XIX, e até hoje é assim interpretada. Mas, uma leitura atenta do livro mostra muito mais do simplesmente a história de um amor impossível.
As famílias Capuleto (Julieta) e Montéquio (Romeu) viviam em conflito na cidade de Verona, na Itália. Seus conflitos eram amenizados apenas pelo Príncipe Éscalus, o que supõe que a briga era por poder.
Romeu começa a história apaixonado por Rosalina. Tão apaixonado que seus pais desconfiam que está ficando louco, pois vive solitário, trocando o dia pela noite. Porém, Romeu e alguns amigos invadem uma festa na casa de Julieta e apenas por olhá-la troca de paixão instantaneamente. De perdidamente apaixonado por Rosalina, Romeu se torna o amante incondicional de Julieta.
Obviamente que esse amor era proibido e depois de tantas idas e vindas, tantas reviravoltas, Julieta finge sua morte por envenenamento, mas como Romeu não sabe, ele se envenena de verdade e morre ao lado da amada. Julieta, ao acordar e ver que seu grande amor está morto ao seu lado, tira a própria vida com um punhal. Ao final, depois de uma tragédia enorme, o Príncipe Éscalus retorna à cena para recuperar a ordem e constata que não adianta punir Capuletos e Montéquios. O castigo já foi dado pelo destino. Ambos patriarcas decidem então erigir estátuas douradas em homenagem não apenas aos seus filhos, mas ao amor impossível que se mostrou verdadeiro do início ao fim.

Julieta: Nasce o amor desse ódio que arde?
Vi sem saber, ao saber era tarde.
Louco parto de amor houve comigo,
Tenho agora de amar meu inimigo.

Mas nem tudo é só amor. Até porque Romeu e Julieta juram seu amor na noite de domingo, casam na segunda, têm a sua única noite de núpcias de terça para quarta feira e morrem na quinta. O modelo de amor contemporâneo dura 5 dias e termina com os dois mortos.

O poder também está em questão na obra. O Príncipe Éscalus aparece apenas três vezes durante a obra, mas sempre para restaurar a ordem e colocar todos em seus devidos lugares. Aparece pouco, mas significa muito. Significa que acima de amores efêmeros a ordem do Estado é o que verdadeiramente importa.
O gênio literário de Shakespeare se mostra durante toda a obra. Tudo o que as personagens dizem deve ser lido sempre com cuidado. O autor abusa das metáforas e é muito feliz com todas. É impressionante saber que Shakespeare criou apenas uma peça ao longo de sua vida. Todas as outras, incluindo Romeu e Julieta, são adaptações de histórias que já existiam, mas que nem por isso deixam de ser geniais.

Capuleto: O que é isso, menina: virou bica?
Só chora e pinga? Em miniatura
Você já virou casco, mar e vento,
Pois seus olhos são mar que desce e sobe
Como choro de maré. Seu corpo é a nau
Que ali navega; os ventos, seus suspiros
Que rugem e sacodem suas lágrimas,
Que se não se acalmarem vão levar
Seu corpo a naufragar.

Uma obra fantástica, daquelas que você ouve muito falar, mas que só pode emitir sentimentos após sua leitura. Como gosto que dizer: “sempre vale a pena ler Shakespeare.”

Na imagem destacada o quadro belíssimo de Frank Dicksee, de 1884: Romeo and Juliet.

São inúmeros os filmes que tentam retratar a obra Shakespeariana, então vou indicar o último filme: Romeu e Julieta de 2016.

Neste mês de julho o blog Resumo de Livro completa 2 anos de existência. E a publicação desses últimos dois posts: Pink Floyd e Shakespeare é uma forma de mostrar o que realmente me move para escrever: paixão por histórias que me trazem bons pensamentos e sentimentos.
Obrigado a cada um de vocês que me acompanham. Sem o carinho e a amizade de vocês, este blog seria um tanto mais triste.

Até a próxima!

Anúncios

7 comentários

  1. “sempre vale a pena ler Shakespeare.”, concordo Gabe, e, parabéns pelos 2 anos.
    Começamos quase que na mesma época e o tempo passou voando, literalmente… Parece que foi ontem que tive o estalo de começar alguma coisa que, por entre desânimos e ímpetos de curiosidade, tem resistido, mesmo sem saber até quando. Ai ai…
    Abração

    Curtido por 1 pessoa

  2. “Mas nem tudo é só amor. Até porque Romeu e Julieta juram seu amor na noite de domingo, casam na segunda, têm a sua única noite de núpcias de terça para quarta feira e morrem na quinta. O modelo de amor contemporâneo dura 5 dias e termina com os dois mortos.”

    Melhor resumo de Romeu e Julieta que já vi até hoje, Gabriel!

    Confesso que nunca gostei do final dessa obra; a atitude dos dois acaba tendo espectros tão marcantes de egoísmo e de uma idiotice que beira a burrice, que me dá uma agonia danada. Mas mesmo assim, ainda consigo recitar cada frase que seu Romeu diz embaixo da janela da dona Julieta, e ver essa peça bem encenada é um sonho antigo. Yep, Shakespeare é um gênio inquestionável ^^

    Mas parabéns pelos dois anos do blog, rapaz! E que venha mais uma década! Tenho certeza que seus escritos continuarão ainda mais incríveis no futuro!

    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Valeu Igor.
      Também achei o Romeu um idiota. E pensar que essa história é o modelo de amor verdadeiro me deixa assustado. Acredito que dê para amar sem retirar o cérebro da cabeça.
      Também quero continuar por mais uma década, meu caro. Compartilhar coisas boas me incentiva.
      Abração.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s