Filmes de Guerra, Canções de Amor #7

The Bridge on the River Kwai

Resultado de imagem para The Bridge on the River Kwai

Título em português: A Ponte do Rio Kwai
Direção: David Lean
Elenco: William Holden, Alec Guinness, Jack Hawkins, Sessue Hayakawa
Ano: 1957
Duração: 161 min.

O filme é baseado no romance de Pierre Boulle Le pont de la rivière Kwai de 1952.

Durante a Segunda Guerra Mundial, prisioneiros britânicos recebem o encargo dos japoneses de construir em plena selva uma ponte de transporte ferroviário sobre o rio Kwai, na Tailândia. O coronel Nicholson, que está à frente dos prisioneiros, é o oficial britânico que procura uma forma de elevar o moral de seus homens. Vê a ponte como uma forma de consegui-lo, tendo-os ocupados na construção e fazendo-os sentirem-se orgulhosos da obra. Por sua vez, o major americano Shears, prisioneiro no mesmo campo, só pensa em fugir. Ao final, Shears consegue e, contra a sua vontade, volta algumas semanas depois, guiando um comando inglês, cuja missão é destruir a ponte no instante em que passasse o primeiro trem, para anular a rota de transporte de armas dos japoneses, que pretendiam utilizá-la para invadir a Índia.

O filme é uma verdadeira aula de princípios humanos, da parte do Coronel Nicholson, e uma verdadeira demonstração de tenacidade do major Shears. A dedicação do Coronel, para com as situações mais arriscadas envolvendo a vida e a morte é inspiradora. Ao mesmo tempo, o modo de pensar do Shears é absolutamente coerente, saindo um pouco do tradicional código de honra dos britânicos. Ele dá valor a vida, enquanto Nicholson dá valor a honra, e no final os dois acabam sofrendo o mesmo fim.

A trilha sonora é muito boa também. Quem nunca ouviu esse som:

O filme ganhou 7 estatuetas do Oscar, nas categorias: Melhor Filme (Sam Spiegel), Melhor Diretor (David Lean), Melhor Ator (Alec Guinness), Melhor Fotografia (Jack Hildyard), Melhor Edição(Peter Taylor), Melhor Roteiro Adaptado (Michael Wilson, Carl Foreman e Pierre Boulle) e Melhor Trilha sonora (Malcolm Arnold).

Edvar Grieg – Morning Mood – Peer Gynt

Peer Gynt é uma peça teatral em 5 atos, escrita em versos pelo dramaturgo norueguês Henrik Ibsen. A peça foi musicada pelo compositor norueguês, Edvard Grieg.

O enredo da peça conta a história de Peer Gynt, um personagem do imaginário popular da Noruega. Sem nenhum caráter, ele faz o que quer, quando quer, sem medir as consequências de seus atos. O texto relata suas aventuras da adolescência à velhice: irresponsável na juventude, torna-se um homem de negócios sem escrúpulos. Peer Gynt enriquece, perde tudo e vaga pelo mundo. Ainda muito novo, ele conhece Solveig, a mulher da sua vida, mas é obrigado a fugir de sua cidade justamente para preservar a amada de um de seus malfeitos e, em sua viagem pelo mundo, acaba por se esquecer dela.

Já velho, Peer Gynt resolve voltar à cidade natal. Lá reencontra Solveig, que o havia esperado por toda a vida. Ela o abençoa, mas ele percebe que, depois de passar a vida correndo o mundo na tentativa de se tornar imperador de si mesmo, chegou finalmente ao lugar de onde nunca deveria ter saído. Ele percebe que voltou as costas àquela que lhe daria todo o império de que ele necessitava e que toda a sua vida se resumiu numa grande perda.

No primeiro ato da peça Peer Gynt foge e vagueia pelas montanhas. Durante sua fuga, ele conhece três amorosas montanhesas que estão esperando para serem cortejadas por trolls. Nesse momento toca essa melodia de uma flauta, com o posterior acompanhamento da orquestra. Este trecho representa o nascer do sol, sendo uma das partes mais conhecidas da obra.

Na imagem destacada a pintura de Thomas Daniel, de 1827, intitulada: Bridge near Rajmahal, Bihar.

Até a próxima!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s