Os Seis Napoleões #28

P_20181227_075441_1.jpgEditora: Martin Claret
Ano: 2011
Páginas: 24

“Sim, há um assunto tão absurdo que não me atrevi a falar dele. Por outro lado, embora trivial, é estranho e sei que aprecia o que se afasta do comum.”

Holmes e Watson recebem a visita do inspetor Lestrade para um caso curioso: houve o segundo roubo nas redondezas de Londres do mesmo artefato, um busto em gesso do Imperador Napoleão I. O que estava sendo tratado apenas como mais um delito se tornou, aos olhos do detetive da Baker Street um curioso caso que apresenta o potencial para se tornar algo mais importante.

Este caso parece absurdamente insignificante, mas não ouso chamar nada de trivial, porque alguns dos casos mais difíceis que tive de elucidar começaram desta maneira.

Holmes logo descobre que apenas seis bustos de Napoleão foram produzidos e quando descobre que o terceiro e o quarto já haviam sido roubados e destruídos, Holmes conclui que existe algo mais nesse caso. Então, Holmes e Watson procuram pelos donos dos 2 últimos bustos. Ao chegar a uma casa, descobrem que o busto acabara de ser roubado e destruído, o que significava que havia apenas mais um busto. Imediatamente, Holmes traça o plano e na hora marcada arma uma armadilha para pegar o ladrão.

O homem estava tão concentrado no que fazia que não nos ouviu atravessar o gramado. Holmes saltou como um tigre e caiu em suas costas. Num instante, Lestrade e eu o agarramos pelos braços e lhe passamos as algemas.

A primeira coisa que Holmes faz é destruir o busto de Napoleão e revelar o que estava por trás de todos aqueles incidentes. O ladrão era Beppo, um italiano que estava envolvido com o sumiço da famosa pérola negra dos Bórgias. Após o roubo ele arranjou emprego em uma fábrica de gesso. Vendo que o cerco da polícia estava se fechando, ele preparou um dos bustos de Napoleão que estavam sendo produzidos e colocou a pérola escondida nele. Quando a polícia não conseguiu descobrir nada que o envolvesse ao crime, partiu em busca do busto ‘premiado’. Teria tido sucesso se não fosse Holmes e Watson.

Na imagem destacada o quadro The Emperor Napoleon I, de Horace Vernet – 1815

Esse conto faz parte da coletânea A Volta de Sherlock Holmes, que você pode adquirir na Amazon.

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s