Arthur Conan Doyle #31

Olá, tudo bem?

Depois de visitar algumas das maiores aventuras do detetive Sherlock Holmes, personagem principal de Arthur Conan Doyle, chegamos ao fim de nossa humilde homenagem a esse importante autor mundial. Mas, antes do fim vamos falar um pouco sobre a vida e as outras obras de Conan Doyle.

Arthur Ignatius Conan Doyle, nasceu em Edimburgo, em 22 de maio de 1859. Foi enviado para o curso preparatório num colégio jesuíta em Lancashire quando tinha nove anos. Matriculou-se em seguida no Colégio Stonyhurst mas, em 1875, quando concluiu o colegial, rejeitava o cristianismo e se tornou agnóstico. Entre 1876 e 1881, estudou medicina na Universidade de Edimburgo. Enquanto estudava, começou a escrever pequenas histórias; sua primeira obra foi publicada antes de completar os 20 anos, aparecendo no Chambers’s Edinburgh Journal. Ainda estudante teve sua primeira experiência naval, como médico numa baleeira, onde ficou sete meses no Oceano Ártico.

Resultado de imagem para A Grande Guerra Bôer conan doyle

Após a sua formação na universidade, em 1881, serviu como médico de bordo no navio “Mayumba” em viagem à costa Oeste da África mas em outubro daquele ano a embarcação passou por sérias dificuldades no mar e, quando retornou a Liverpool no ano seguinte, Doyle escreve a sua mãe dizendo que a sua experiência havia sido traumatizante. Depois disso Conan Doyle passou a fazer suas práticas médicas de forma independente, e durante esse período passou a escrever com mais frequência.

Além das aventuras do detetive londrino, Conan Doyle escreveu inúmeras outras obras. Após a Guerra dos Bôeres, na virada do século XX, e o escárnio vindo de todo o mundo por causa da conduta do Reino Unido na África do Sul, Conan Doyle escreveu um pequeno panfleto intitulado A Guerra na África do Sul: Causa e Conduta, justificando o papel do Reino Unido na guerra bôer. Em 1900, ele escreveu algo maior, um livro, A Grande Guerra Bôer. Em 1909, ele escreveu O Crime do Congo, um grande panfleto no qual ele denunciava os horrores daquele país.

Resultado de imagem para A Grande Guerra Bôer conan doyle

Após as mortes de sua esposa Louisa (1906), do seu filho Kingsley, do seu irmão Innes, de seus dois cunhados, e de seus dois netos, logo após a Primeira Guerra Mundial, Conan Doyle mergulhou em profundo estado de depressão. Encontrou consolação apoiando-se no Espiritualismo, e esse envolvimento levou-o a escrever sobre o assunto, tornando-se um de seus maiores divulgadores e defensores, escrevendo mais de uma dezena de livros sobre o assunto.

Resultado de imagem para The New Revelation: My Personal Investigation of Spiritualism conan doyle

Conan Doyle também escreveu uma série de ficção científica, onde apresenta George Edward Challenger ou Professor Challenger como personagem principal. Entre os principais livros dessa série se encontra The Lost World. O livro gira em torno de uma expedição a um platô na bacia amazônica da América do Sul, onde animais pré-históricos (dinossauros e outras criaturas extintas) ainda sobrevivem.

Resultado de imagem para the lost world conan doyle

Conan Doyle foi encontrado apertando seu peito nos corredores da Windlesham, a sua casa em Crowborough, East Sussex, no dia 7 de julho de 1930. Ele morreu de ataque cardíaco aos 71 anos. A tradução em português de seu epitáfio em seu túmulo no Cemitério de Minstead é:

VERDADEIRO AÇO
LÂMINA AFIADA
ARTHUR CONAN DOYLE
CAVALHEIRO
PATRIOTA, MÉDICO & HOMEM DE LETRAS

Na imagem destacada o quadro The Writer’s Table: A Precarious Moment, de John Frederick Peto – 1892.

Até a próxima!

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s