Morrison Hotel (1970) – The Doors #6

Morrison Hotel

Morrison Hotel [Disco de Vinil] | Amazon.com.br

1 – Roadhouse Blues – 4:04

2 – Waiting for the Sun – 4:00

3 – You Make Me Real – 2:53

4 – Peace Frog – 2:50

5 – Blue Sunday – 2:12

6 – Ship of Fools – 3:08

7 – Land Ho! – 4:10

8 – The Spy- 4:17

9 – Queen of the Highway – 2:47

10 – Indian Summer – 2:35

11 – Maggie M’Gill – 4:24

Além do trabalho experimental no álbum The Soft Parade que não foi bem recebido pela critica, o ano de 1969 não foi dos melhores para o The Doors. Em março, num show realizado em Miami, Jim Morrison, completamente alucinado, xingou a plateia, simulou uma relação sexual com o guitarrista Robbie Krieger, incitou a multidão acalorada a cometer atos obscenos e, por conta disso, foi processado por atentado ao pudor. Respondeu ao processo em liberdade, mas foi condenado e multado em centenas de milhares de dólares. Tanta confusão fez o grupo ser esquecido para o Festival de Woodstock.

Então, em 1970 a banda decide retornar às suas raízes, e com uma leve ponta de blues lança seu quinto álbum de estúdio: Morrison Hotel. Jim Morrison fez a sua parte, ou seja, cometeu menos excessos, menos álcool e menos drogas, e o trabalho de produção do novo disco saiu tranquilamente e em harmonia com o produtor Paul A. Rothchild.

A capa do disco traz uma curiosidade. O dono do hotel Morrison não queria deixar que o grupo tirasse a foto, mas no meio de uma confusão gerada de propósito pela equipe, os integrantes se postaram na vitrine e a foto foi tirada.

Músicas

You Make Me Real

A banda se rendendo aos sons de uma nova geração, mas mantendo sua originalidade. A música soa bem divertida.

You make me feel like lovers feel
You make me throw away mistaken misery

Peace Frog

Essa canção mostra um dos pontos altos do The Doors, o excelente arranjo entre teclado e guitarra. E aqui essa dupla está incrível.

Blue Sunday

Aqui o blues invade com toda a força. A banda envereda por esse ritmo e mostra como a banda era eclética. E a letra é pura poesia.

I found my own true love was  /On a blue Sunday
She looked at me and told me  /I was the only
One in the world

Ship of Fools

Com uma dose de crítica à sociedade de seu tempo, essa música fala que apesar do homem estar pisando na Lua, o mundo na Terra está cada vez pior, um verdadeiro navio de tolos e insensatos.

Land Ho!

A história de um pirata contada pelo The Doors. A liberdade do mar é sempre um atrativo, nesse caso ao som de um excelente blues.

Singing songs of shady sisters  /And old time liberty
Songs of love and songs of death  /And songs to set men free

The Spy

Outro blues incrível, com a voz poderosa de Morrison em seu melhor momento. Conta a história de um espião inusitado, na casa do amor. Pura poesia.

I’m a spy  /In the house of love
I know the dream  /That you’re dreamin’ on

Queen of the Highway

A rainha da estrada casada com um tigre cego que veste couro. Ou seja, muita alucinação que virou um música.

Indian Summer

Música escrita em 1966, mas publicada somente 4 anos depois. Uma canção de amor, ou melhor uma declaração de amor. Balada gostosa de ouvir.

I love you, the best
Better than all the rest

Maggie M’Gill

Canção que conta uma história verídica, mas com fatos atenuados. Atenuar fatos definitivamente não combina com The Doors.

Vale a pena ouvir

Roadhouse Blues

O disco já começa mostrando que o velho e bom The Doors estava de volta. Jim Morrison com sua voz potente, uma harmonia primorosa e um rock-blues da melhor qualidade. A música fala sintetiza um pouco a loucura que era viver em 1970:

The future’s uncertain and the end is always near

Que tal Miley Cyrus cantando essa música junto a Krieger? Inusitado, no mínimo.

Waiting for the Sun

Apesar de ser o título do álbum lançado antes desse, essa música só ficou pronta para Morrison Hotel. É o retorno da psicodelia do The Doors, com a guitarra de Krieger, o teclado de Manzarek e a voz de Morrison mostrando o que tinham de melhor. Rock ‘n’ roll dos bons.

Na imagem destacada o quadro The Ship of Fools 1490-1500, e Hieronymous Bosch.

Até a próxima!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s